quarta-feira, novembro 08, 2006

Carlos Carvalhal deixa comando técnico do SCBraga


O técnico Carlos Carvalhal deixou hoje de manhã o comando técnico da equipa principal do SCBraga alegando que "razões pessoais" estariam na origem deste abandono, sendo que o presidente António Salvador o tentou demover, sendo que esta decisão era irreversivel por parte do técnico Carvalhal. O treino da manhã foi orientado pelo adjunto até então Carlos Garcia, sendo que irá ficar à frente da equipa até a administração do clube encontrar um novo treinador.

2 comentários:

O LEÃO DA ESTRELA disse...

O que se passou no Sporting de Braga nos últimos meses, com a devida consequência nesta semana, traduzida no despedimento do treinador Carlos Carvalhal, é bem exemplar quanto ao modo desorganizado e sem rumo definido para o longo prazo como são geridas muitas sociedades anónimas desportivas em Portugal. Nos anos anteriores, Jesualdo Ferreira conseguiu restituir aos bracarenses o estatuto de equipa europeia, como nos tempos do saudoso argentino Mário Imbelloni, nos idos anos setenta do século passado, e, de algum modo, com Manuel Cajuda. Mas foi com Jesualdo que o Sporting de Braga conseguiu aliar resultados desportivos com produção de talentos, exportados para o país e para o estrangeiro, com lucros assinaláveis para a SAD bracarense. Num clube a sério e bem organizado, esse trabalho de Jesualdo Ferreira teria que ter continuidade. Mas o Sporting de Braga não quis. Parece que foram atrás das modas e das lógicas externas impostas pelos empresários. O resultado está aí... Parece que o mais simples é difícil de aprender. E o mais simples é fazer como o Manchester United, onde Sir Alex Ferguson é o treinador há duas décadas.

SCB1921 disse...

Estou 100% de acordo com o que dizes. Nos anos em que o Prof. Jesualdo esteve no SC BRAGA a política da SAD tinha como base a contratação de jogadores "esquecidos", desconhecidos, novos e baratos para mais tarde os valorizar e vender. Este ano a política foi oposta, foi-se buscar jogadores "com nome", velhos e que dificilmente trarão retorno económico.Mais, este ano, voltámos a apostar em jogadores emprestados dos 3 merdas, que, a meu ver, é também uma má política.
Os resultados estão à vista...só espero que ainda se vá a tempo de fazer uma boa época.