sábado, dezembro 22, 2007

Comunicado Bracara Legion - "Coreografia censurada"

A censura chegou a Braga no dia do jogo com o Red Star. Fomos alvo da censura por parte da PSP, nunca nos tinha acontecido mas há uma primeira vez para tudo e em Braga, foi nesse dia. A coreografia faz parte de todos os jogos e todos os momentos importantes estão marcados com os nossos tifos. Como de costume, elaboramos uma coreografia cujo tema era um boxista do SC de Braga a derrubar outro do Red Star por KO, juntamente com os símbolos do Braga e do Red Star e com duas frases “Braga wins Red Star KO” “Go to next round”. Por ser o segundo jogo com a mesma equipa e igualmente decisivo, decidimos fazer este tipo de tifo sem contudo, alguma vez ter passado pelas nossas cabeças, nem de longe nem de perto, qualquer ideia de violência.

Os factos:
Depois de quase de trinta horas de trabalho e devido ao pouco tempo que tivemos para fazer as pinturas, aguardamos até às 18h para que o tifo secasse devidamente ficasse sem imperfeições. Colocamo-lo no lugar como habitualmente fazemos e tudo estava a decorrer dentro da normalidade até que chegaram uns senhores, que não se identificaram e decidiram dizer, nem sempre da forma mais adequada que “aquilo era ofensivo” e que não podia ali estar. Tendo entretanto chegado ao local o nosso líder, pediu para falar com o responsável pela segurança. Apareceu um tal Sr. comissário cujo nome não sabemos, que lhe transmitiu que era lei, que quem mandava era ele e que era para “arrancar aquela merda imediatamente”. Chamou “merda” tanto ao desenho como ao símbolo do nosso clube e, as coisas não se ficaram por aqui. O Sr. comissário, acompanhado de dois agentes, ameaçaram o nosso líder de agressões e dizendo-lhe, de uma forma arrogante, que não iria ver o jogo se eles quisessem. Consideramos esta conduta pouco normal por parte de quem é pago com o dinheiro dos contribuintes para proteger os cidadãos e não para os intimidar ou ameaçar. O Sr. comissário questionado sobre a razão justificativa de ter de retirar o tifo, respondeu alto e bom som “tirem esta merda”. O nosso líder incrédulo perguntou-lhe se ao menos poderia colocar o símbolo do Braga, a resposta que obteve foi “tira já essa merda, já falei”.
Agora perguntamos nós, será que vão ser esses senhores a dizer onde e o que devemos pintar?
Vão querer que cantemos o que eles mandam?
Neste país não há quem mande na polícia, razão tem o Exmo. Sr. Clemente de Lima.
Ainda querem que nos legalizemos? NUNCA, esses senhores que estavam no local vão ter muito que explicar a quem de direito.
Como protesto decidimos passar 10 minutos sem cantar, e começamos com música contra esses senhores, eles podem fazer de tudo mas a nossa voz ninguém cala.
No final do jogo, dois desses senhores que acompanhavam o Sr. comissário conversavam entre si nos seguintes termos: “esses filhos da puta têm de levar nos cornos”.
Podem contar com a nossa solidariedade aqueles que lutam contra essa legalização da treta.
Sabemos que eles vão ler isto e novos episódios vão acontecer mas não se preocupem, ninguém nos retirara o amor pelo Braga, “sou Bracara Legion e a minha voz ninguém a cala”.
Aproveitámos para agradecer a todos que contribuíram para o tifo.
A direcção

7 comentários:

Alguem Sector A2 disse...

Ja começa a chegar a Braga a repressão...
Mas nós ca estaremos para resistir da maneira que for preciso...

TODOS JUNTOS CONTRA AQUELES QUE ABUSASM DO PODER QUE TEM...

Abraços...

Anónimo disse...

é uma vergonha!!!se alguma vez se viu uma coisa destas!!!só em portugal,kerem melhor as coisas so vao acabar por piorar...

c1ent1sta disse...

Contem com a nossa luta cambada de parasitas pagos por nós...

Estarei presente sempre que possivel para acabar com esses cobardes de merda que se escondem atrás de uma farda

BRACARA LEGION

FORÇA BRAGA

Brigadas Vermelhas disse...

Em casa sem tesão nos jogos com bastão. Meninos... Sem farda somos todos iguais!!!

Anónimo disse...

Sou vitoriano, parabens!

Anónimo disse...

Contra a repressão sempre! Legalização nunca!


SANTA TECLA CASUALS

ST1921 disse...

A . C . A . B . .!.